top of page

O MERCADO DE CALÇADOS NA EUROPA E AS OPORTUNIDADES PARA NOVOS EMPREENDEDORES



Você sabia que atualmente a indústria do calçado se apresenta como um dos setores mais inovadores e competitivos da economia europeia? Esse dado foi apresentado pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e mostra que além desse setor se tornar referência dentro do país, também se afirmou fortemente no cenário mundial. 


A indústria do calçado europeia, assim como em Portugal, representa, ao mesmo tempo, tradição e modernidade. O setor valoriza fortemente a sua história, já que é um exemplo para o segmento industrial português há séculos, sendo extremamente relevante a partir do século XX. Mas atualmente, vemos uma indústria repaginada, voltada para o futuro e  focada em implementar os recursos tecnológicos disponíveis. 


O Selo Made In Portugal e seu o impacto na indústria de calçados global


Portugal pode ser um país pequeno quando se resume a geografia, mas a indústria de calçados portuguesa reforça a sua grandeza através da construção de uma imagem coletiva e confiável. 


O setor tem desenvolvido diversas estratégias de promoção internacional, exportando para a Europa e outros países, não só produtos, mas um conceito. Conceito este que vem sendo reconhecido mundialmente como símbolo de qualidade, inovação, design e sustentabilidade


Este símbolo é marcado pelo selo “Made In Portugal” conferindo credibilidade para todo e qualquer produto que o recebe e destacando a excelência da indústria portuguesa. 


Essa estratégia de marketing, muito bem pensada, é um dos fatores contribuintes para o sucesso de diversas startups e empresas que iniciam seus negócios em Portugal, desenvolvendo inovações para a indústria de calçados e alcançando projeção internacional em tempo recorde. 


A oportunidade se estende até mesmo para empreendedores e negócios estrangeiros que se instalam em Portugal, visando alcançar a indústria europeia e consequentemente o mundo. 


Apenas o ato de desenvolver produtos em solo português garante o selo “Made In Portugal”, garantindo reputação de qualidade e atraindo consumidores que valorizam produtos fabricados em determinadas regiões do mundo.

  



Principais tendências para o setor de calçados na Europa


O passado já diz muito sobre a potência que a indústria do calçado tem na Europa, principalmente em Portugal. Mas a tecnologia nos conta sobre como o futuro será ainda mais promissor. Atualmente o setor está incorporando diversas técnicas para desenvolver produtos inovadores alinhados à causa sustentável. 


Seguindo essa linha, o setor de calçados investirá 140 milhões de euros, até o final de 2024, em tecnologia de ponta. Além de 80 milhões investidos em bioeconomia, na intenção de transformar Portugal em referência internacional e absoluta no desenvolvimento de soluções sustentáveis


Novas ferramentas visam unir essa urgência ecológica à necessidade de calçados mais tecnológicos e modernos que satisfaçam as demandas dos clientes. Conheça algumas delas: 


Automação e robótica e os impactos no mercado de calçados:


Na intenção de otimizar processos e aumentar a produção de calçados de forma responsável, Portugal está apostando, atualmente, em unidades produtivas com alto nível de automação e robótica. 


Os robôs automatizam uma variedade de processos na fabricação de calçados, como costura, colagem, corte de materiais e acabamento. Consequentemente, aumentando a eficiência da produção, reduzindo custos de mão de obra e melhorando a consistência e a qualidade dos produtos.


A robótica ainda permite uma fabricação mais flexível e adaptável, o que é essencial para atender à demanda por calçados personalizados e sob medida. Além de conseguir detectar facilmente defeitos no produto, através da inspeção automática.


A aposta do setor de calçados na Fabricação aditiva (3D):


A impressão 3D se tornou inevitável nos últimos anos, uma das principais tendências da indústria 4.0 está revolucionando os modelos de produção da indústria de calçados. 


Abrindo espaço para a criatividade, a impressora permite que fabricantes de calçados criem protótipos  de novos designs com facilidade. Isso reduz o tempo de desenvolvimento, permitindo que designers testem diferentes possibilidades antes de investir em ferramentas de produção tradicionais.


A impressora 3D é especialmente compatível com a produção de componentes de calçados, como solas e palmilhas. Por isso, empresas em Portugal estão aderindo fortemente ao uso das impressoras para produzir esses componentes com eficiência. 


Além disso, a impressão 3D é um processo aditivo. Ou seja, o material é adicionado apenas onde é necessário, reduzindo consideravelmente o desperdício de resíduos, em comparação com processos mais tradicionais. Sendo assim, o modelo 3D se alinha totalmente com os objetivos sustentáveis que Portugal estabeleceu para os próximos a

nos. 


Inteligência artificial e análise de dados no desenvolvimento da indústria de calçados:


É evidente que a Inteligência Artificial está marcando presença em diversos segmentos da indústria, mas sua participação no setor de calçados significa uma relevância diferenciada.


Apresentando uma cadeia de valor especialmente globalizada e fragmentada, produtos com ciclo de vida curto e variabilidade de procura muito alta, o mercado de calçados se torna mais complexo, com consumidores mais esclarecidos. 


Por isso, algoritmos de IA são a peça que faltava para otimizar o setor. A ferramenta está sendo  usada para otimizar a cadeia de suprimentos da indústria, prevendo a demanda futura com base em dados históricos e tendências de mercado. Permite que os fabricantes tomem decisões em tempo real, assegurando a sustentabilidade e evitando a escassez de produtos dentro da indústria. 


Além disso, os algoritmos podem analisar dados de preferências do consumidor e tendências de moda, permitindo uma customização que tem sido bastante demandada  pelos clientes nos últimos anos. 


A Inteligência artificial e a análise de dados fornece insights valiosos, que orientam e facilitam o processo de design e garantem o desenvolvimento de estratégias ecológicas e circulares, reduzindo o impacto negativo de uma das maiores indústrias do mundo. 


Essas tendências são apenas algumas das tecnologias que Portugal e a Europa estão adaptando para aprimorar o setor dos calçados. Essas três, combinadas, são essenciais para que o setor portugues mantenha seu destaque e que alcance seu objetivo de se tornar a indústria de calçados mais qualificada do mundo


Por esse e outros motivos, a internacionalização de startups tem sido extremamente atrativa para Portugal. Afinal, urge a necessidade de soluções inovadoras em seu ecossistema. O país recebe de portas abertas novos projetos para a indústria do calçado e representa uma oportunidade enorme para empresas que desejam captar recursos. 




Startups que estão inovando o mercado de calçados em Portugal


Portugal está fortemente alinhado à causa sustentável nos últimos anos. De acordo com o Inventário Nacional de Emissões em 2023 o país reduziu 34,8% das emissões de carbono comparado ao ano de 2005. 


Além disso, o governo explicitamente apoia empresas e soluções que visam a redução da pegada de carbono, a implementação de economia circular, o aumento da eficiência energética verde e limpa e valorização da responsabilidade social. 


Na indústria do calçado o cenário não seria diferente. Conheça algumas das startups de calçados portuguesas que estão se destacando no mercado europeu e global, através de um mindset ecológico e dos incentivos financeiros oferecidos pelo governo:  


A Lemon Jelly Boots oficial, do grupo PROCALÇADO S.A.


Uma startup portuguesa que produz botas de chuva através de materiais sustentáveis. Utilizando restos de produção e calçados que foram dispensados, a empresa construiu sua marca liberando 90% a menos de CO2 no meio ambiente.


Fundada em Vila Nova de Gaia, a empresa tomou a decisão de manter a sua fábrica em Portugal, para não perder o selo “Made In Portugal”, que foi um dos grandes responsáveis pelo impulsionamento da marca. 


Além disso, a Associação Portuguesa Ind. Calçado Componentes Artigos Pele Sucedâneos divulgou uma entrevista com José Pinto, fundador da Lemon Jelly. O empresário revelou que o apoio governamental foi essencial para o crescimento da empresa. 


Os programas e subsídios oferecidos pelo governo português foram determinantes para que a marca ganhasse projeção internacional, e isso foi oferecido em forma de recursos financeiros, investimentos em pesquisa e inovação e em estratégias de marca e promoção. 

O resultado é de uma marca global, de sucesso expressivo, 100% vegana, com 0 emissão de carbono, que reforça o compromisso com o ambiente através da Closing the Loop Iniciative. 


Seguindo o conceito “Nada é destruído, tudo é transformado”, a empresa desenvolve produtos voltados para quem se interessa pelo mundo fashion, com o característico “cheirinho de limão”, mostrando que é possível moda e sustentabilidade coexistirem. 


As Portuguesas


A startup surgiu na incubadora da Amorim Cork Ventures, em uma parceria entre o grupo Amorim e o grupo Kyaia. A marca portuguesa é dedicada à produção de chinelos de alta qualidade, sustentáveis e amigos do ambiente.


O principal foco está na utilização de uma matéria-prima 100% natural e renovável: a cortiça. Obtida de forma sustentável a cada nove anos, sem danificar as árvores, a cortiça é o coração dos produtos da marca. 


Este material ecológico não apenas oferece conforto e durabilidade excepcionais aos calçados, mas também contribui para a preservação do meio ambiente. Hoje, a empresa tem produção de carbono negativa e asseguram uma comunicação “verde” e consciente.


Ambas as empresas iniciaram no ramo de calçados recentemente, porém com o símbolo Made In Portugal, rapidamente se tornaram referência em suas respectivas áreas. Além de ganhar projeção e expansão dentro da Europa, já são reconhecidas para além do continente e estão conquistando seu espaço no mercado global. 


Afinal, quais são as vantagens de instalar minha empresa de calçados em Portugal atualmente? 


Fica claro que Portugal é um país detentor de diversas habilidades e know-how especializado no mercado de calçados, o que o torna uma peça chave importante dentro do mercado europeu. 


A indústria atualmente se reinventa, abrindo espaço para projetos e soluções tecnológicas para incrementar a produção de novos calçados, inovando em design, criação e conceito. O Centro Tecnológico do Calçado de Portugal está desenvolvendo atualmente 34 equipamentos de ponta para a indústria, incluindo linhas de automação, linhas integradas e plataformas digitais. 


Essas melhorias contam com um investimento de 60 milhões de euros que visam aumentar o grau de especialização das indústrias e implementar processos de montagem mais eficientes, facilitando o trabalho de grandes, pequenas e médias empresas. 


Além dos incentivos diretos à indústria do calçado, o país possui uma localização estratégica que permite acesso e comercialização para todos os outros países do bloco. Todas essas qualidades permitem que o setor se destaque e se mantenha relevante no cenário internacional, independente do tempo que passe. 


Por isso, para startups e indústrias brasileiras que desejam se inserir no mercado de calçados europeu, Portugal é a porta de entrada para o cenário global. Além de todas essas vantagens e da proximidade cultural e linguística com o Brasil, o país ainda oferece diversos subsídios para empresas estrangeiras.


O Programa Portugal 2030; aceleradoras e incubadoras; uma alta gama de investidores de risco; parques tecnológicos; programas de financiamento; incentivos fiscais; comércio e network com países do mundo inteiro. Esses são apenas alguns dos motivos para iniciar o processo de internacionalização através de Portugal e alcançar o mundo em pouquíssimo tempo


Internacionalização de empresas com a My Euro Business:


Com a consultoria My Euro Business, sua startup consegue conquistar o mercado global, através de Portugal e alcançar o sonho de vender para fora do Brasil. Nossos profissionais constroem, junto com você, um plano personalizado de internacionalização e captação de recursos financeiros, analisando quais fontes de investimento mais se encaixam com o seu negócio. Além disso, oferecemos todo o auxílio e ferramentas disponíveis para colocar esse planejamento em prática. 


Se você possui soluções e projetos inovadores e tem interesse em conhecer e aplicar as melhores estratégias de internacionalização, essa é a oportunidade para agendar uma conversa conosco! Entenda melhor as oportunidades que o governo de Portugal oferece para impulsionar seus projetos, e como esses apoios podem ser a virada de chave para alavancar sua empresa.


Gostou do conteúdo? Não se esqueça de clicar no 🖤 pois é muito importante para nós!

                               

                                Entre em contato conosco pelo QRcode:


Comments


Se você tem uma ideia inovadora, um projeto empreendedor e está buscando apoio para desenvolver seu negócio, não perca mais tempo!

 

Nossa equipe de especialistas está pronta para ajudá-lo a transformar sua visão em realidade

 

Group 47 (1).png
bottom of page